domingo, junho 24, 2012

É tão belo soltar a emoção guardada dentro de nós.
Não há como fingir o que é obvio...
não há como fugir de si mesmo.
Postar um comentário